Estão abertos os registros de 2019 para cavalos e cavaleiros! Confira as mudanças nas taxas para 2019 determinadas na última Assembleia Geral Ordinária.

 

Cavaleiros e amazonas já podem realizar seus registros e de seus cavalos para o ano de 2019 através do site da Federação Gaúcha de Esportes Equestres (FGEE). Como determinado na última Assembleia Geral Ordinária, realizada no dia 4 de fevereiro, certos valores foram alterados para este ano com o objetivo de melhor adequar-se às atuais práticas e circunstâncias do hipismo no Rio Grande do Sul. A tabela com os novos valores já pode ser acessada neste  link, e as mudanças podem ser conferidas abaixo.

            A FGEE também lembra seus atletas de realizarem seus registros na Confederação Brasileira de Hipismo para a participação em eventos nacionais e na Federação Equestre Internacional para a participação em eventos internacionais; ambos os registros são realizados no site da CBH. Em caso de dúvidas, é possível entrar em contato através do e-mail cbh@cbh.org.br e registrofei@cbh.org.br ou pelo telefone (21)2277-9150. Para a participação em eventos realizados em São Paulo, é necessário realizar um cadastro online no sistema de inscrições da Federação Paulista de Hipismo (FPH).  

Registro e Participação em Provas

  • Entre as mudanças estão a redução dos valores cobrados aos atletas por seu registro anual, assim como o fim da diferença entre as taxas cobrados aos representares de entidades filiadas e convidadas.  
  • Para cavaleiros e amazonas militares, ativa ou reserva, passa a ser obrigatório o registro anual e pagamento de inscrição caso venham a disputar provas cuja premiação seja de valor em espécie ou bens de fácil conversão, ou caso estejam saltando um cavalo particular.  Caso a prova não possua essas características e o cavalo seja de propriedade das entidades convidadas permanentes (Exercito e Brigada Militar), os atletas militares estão isentos de qualquer taxa.
  • Quanto as participações únicas de cavaleiros e amazonas por evento,  há um limite de duas taxas por ano, sendo a segunda de valor dobrado. No caso dos cavalos, será cobrada a mesma taxa na primeira e segunda participações.

Passaporte – Cavalos de Escola

  • Será exigido passaporte somente nos Campeonatos Gaúchos e Campeonatos Brasileiros. Nos demais eventos estaduais, a apresentação do documento  não se faz necessária, contudo os animais devem ser registrados através de um  formulário, que pode ser acessado neste link. O documento deve ser preenchido pelo veterinário responsável e remetido à FGEE.
  • Nas alturas a partir de 1,00m, o passaporte permanece sendo exigido em todos os eventos oficiais, sem exceções, e deve ser solicitado com 15 dias de antecedência. Mais informações sobre a emissão de passaporte podem ser acessadas neste link.

Concursos

  • Em relação aos eventos oficiais, foi definida uma multa para o cancelamento de competições já registradas no calendário anual da FGEE, com exceção para os casos em que o motivo for por questões climáticas adversas. Também será reforçado o rigor quanto ao envio de ante-programas, que caso sejam encaminhados pelas entidades organizadoras para a FGEE fora do prazo, será aplicada uma taxa.
  • Outro ponto definido na Assembleia foi a utilização dos jogos de obstáculos da Federação. A partir deste ano, o conjunto será cedido apenas para eventos oficiais da FGEE mediante a uma cobrança de R$ 300,00, valor a ser remetido integralmente para a manutenção e renovação do material.

Entidades

  • Por último, a sistemática da cobrança das entidades filiadas deixa de ser por votos e passa a ser determinada pelo número de atletas registrados até 31 de novembro do ano anterior, podendo ser recalculado no dia 31 de julho do corrente ano. Os valores deixam de ser pagos  trimestralmente e passam ser pagos mensalmente, o mesmo valendo para as entidades convidadas. Para todos os cadastros realizados no sistema da FGEE, as entidades irão receber a informação do registro realizado. Ficou determinado que as entidades devem informar a Federação quando o atleta deixar de representá-la, para que seja excluído do cálculo da mensalidade e para que seja solicitado ao atleta que providencie a troca de entidade no sistema.
Fechar Menu